English Version

5 PERGOLADOS EM DIFERENTES MATERIAIS PARA DEIXAR A CASA LINDA

26/04/2016

Pérgola de bambu, madeira, com e sem plantas e até composta por vasos. Veja modelos para ter em casa ou na varanda do apê

À exceção das plantas em vasos, nada deste jardim foi planejado. “Deixei a natureza tomar conta”, diz a paisagista Renata Tilli sobre a área verde de sua casa. Para ter de onde admirar esse sucesso por acaso, ela encomendou à Bambu Carbono Zero a armação de 3,50 x 3,50 m com forro sombreador (evidenciado com stain branco, como os pilares) e cobertura de policarbonato.

Ao prover um local protegido e cercado de verde, ele se torna o ponto de encontro mais disputado do jardim. Erguidos com diferentes materiais, os cinco projetos compergolados a seguir trazem a natureza para bem pertinho.

Matéria publicada pela jornalista: Lara Muniz da, Arquitetura e Construção em 29 de fevereiro de 2016

1° FOTO. Os tijolinhos que os pilares de alvenaria seguem o mesmo padrão da casa a que pertence esta pérgula de 3 x 14 m, projeto do paisagista Roberto Riscala, que rodeou o lugar com uma moldura de paralelepídos e forrou o piso de pedriscos brancos. Vigorosas, a primavera e a sete-léguas já começam a subir pela estrutura, e logo vão reforçar a sombra criada pelas árvores adultas.

2° FOTO. Após cinco anos guiando pacientemente o jasmim-da-itália, a paisagista Amelia Bratke hoje saboreia a recompensa: o abraço entre a planta e a estrutura de eucalipto autoclavado. O recanto, delimitado por blocos de concreto e pedriscos, alterna com o jasmim a floração de congeias, primaveras e até maracujás. Para a vegetação crescer viçosa, o segredo é dispor de sol pleno.

3° FOTO. A paisagista Paula Galbi desenhou este volume de 1,20 x 2,40 m para agir como elemento de transição entre os dois lados da varanda em formato de L. O jasmim-de-madagascar já escala os suporte de cumaru, que conta ainda com iluminação de led instalada por trás da ripas junto à parede. No canto, um tanque pequeno abriga carpas sem impedir a passagem.

4° FOTO. Ananás, aspargo, bulbines e bromélias povoam a cobertura erguida com malha pop (usada normalmente como armação de lajes) neste espaço aberto a rua. Pintada de branco, ela encaixa também vasos plásticos. A paisagista Gabriella Ornaghi elegeu espécies capazes de viver bem em períodos de estiagem – as mesmas que aprecem ao painel ao fundo.

5° FOTO. À exceção das plantas em vasos, nada deste jardim foi planejado. “Deixei a natureza tomar conta”, diz a paisagista Renata Tilli sobre a área verde de sua casa. Para ter de onde admirar esse sucesso por acaso, ela encomendou à Bambu carbono Zero a armação de 3,50 x 3,50 m com forro sombreador (evidenciado com stain branco, como os pilares) e e cobertura de policarbonato.