English Version

DEVEMOS NOS CALAR DIANTE DA BELEZA?

06/05/2016

NÃO! Silêncios estupefatos e históricos causaram, meses ou anos depois, prejuízos incalculáveis, arrependimentos absurdos, desastres descomunais.

“OCULUS”, by SANTIAGO CALATRAVA provoca perplexidade. Em meio a prédios gigantescos, pássaro descansando sobre a tragédia de 11 de setembro é de arrepiar.

No dia 3 de março deste ano, com 7 de atraso, e US$4 bilhões de investimentos – 3 vezes mais o inicialmente orçado – pousou para ser hub no World Trade Center, NYC, OCULUS – um “passarossauros” deslumbrante.

Diante do impacto da obra e do evento opiniões se dividem. Todos, repito, mais que perplexos diante da grandiosidade e inusitado da obra. Mas, depois…

Muitas matérias sobre o evento, mas vou me restringir à cobertura realizada pela revista da cidade, a New York Magazine, e assinada por ALEXA TSOULIS-REAY, com fotos de BOBBY DOHERTY.

Segundo ALEXA, “um bando de turistas invade de rotina o local, deita-se no chão e fica minutos observando o teto do OCULUS. E as manifestações deles são diversas. Desde “Me sinto dentro do esqueleto de um animal. Ainda bem que é branco. Se fosse preto, me sentiria dentro de um animal morto”, ou, “Está tudo muito bom, muito bonito mas, querida, quem é que vai manter todo esse branco mármore limpo?”, ou, “Tá vendo aquela curva? É desconcertante! Mas o espaço é mágico. E as pessoas revelam-se felizes, encantadas e sorridentes.”, ou, “no fundo este pássaro vai virar mesmo é um grande centro comercial. E pagar US$4 bilhões por um centro comercial é muito…”.

Um dia todos esses arquitetos maravilhosos partirão. Assim como todos os demais humanos e mortais. Deixarão sua marca nas paisagens de diferentes lugares. E no fundo, e para eles, é o que importa. O entorno, o compromisso com a função, e todas as demais decorrências, em suas cabeças, não passam de meros detalhes.

É lindo, mas, é uma aberração.

Matéria publicada por Blog do Madia em 03 de maio de 2016