English Version

‘PASSAMOS POR TODAS AS DIFICULDADES UNIDOS’

11/07/2016

João Saccaro, filho do fundador da Saccaro, conta a trajetória da empresa familiar

Há 70 anos, Albino Saccaro, hoje com 88 anos, transformou a sua paixão pela arte com vime em negócio, quando começou a produzir cestos e móveis artesanais com o material.

Desde 1984, João Saccaro, de 51 anos, dirige a área comercial da empresa familiar. Ele é o mais novo de oito irmãos e divide o comando do negócio com três deles.

Ele diz que nasceu no negócio. “Boa parte de minha infância foi na empresa, circulando e acompanhando o trabalho de meu pai. Aos 14 anos, comecei a trabalhar efetivamente. Passei pela produção, recursos humanos e departamento financeiro. Em 1984 precisamos repensar o negócio e eu assumi a área comercial.”

Ele conta que naquela época a empresa produzia mesas e cadeiras, mas estava perdendo clientes. “Era preciso repensar o negócio, sem perder nosso DNA, o trabalho artesanal.”

João estava com pouco mais de 20 anos e cursava administração de empresas. “Depois me especializei em marketing. Nessa época, já tinha vontade de inovar, fazer diferente”, diz.

O empresário afirma que a inspiração para transformar definitivamente o negócio veio de uma visita feita à Feira de Milão. “Foi um grande choque. Encontrarmos coisas que não imaginávamos. Os produtos eram diferenciados, havia investimento em design e marca. Descobrimos que era aquilo que queríamos.”

Só então, adotaram o sobrenome da família para designar a marca. “Passamos a investir em tecnologia e inovação. Contratamos profissionais de marketing, publicidade e design para profissionalizar o negócio. Tudo mudou”, diz.

Segundo ele, a partir desse momento houve uma mudança total de foco. “Deixamos de trabalhar apenas com vime e bambu. Introduzimos o uso de mármore, pedras, acabamentos diferenciados, tecidos de decoração, tudo isso proporcionou mais conforto e melhorou a anatomia dos produtos.”

Para implantar as mudanças era preciso ter capital, que segundo Saccaro, nunca foi farto. “Em vários momentos tivemos dificuldade financeira, mas com a família trabalhando junta aprendemos o que é ter transparência, confiança e persistência no negócio. Obstáculos e dificuldades de dinheiro, de mercado, de governo e de pessoas sempre aconteceram, mas passamos sempre participaram das decisões”, afirma.

Ele conta que a unidade fabril continua em Caxias do Sul, onde ocupa polo industrial com 100 mil m². “Temos 350 colaboradores que produzem cerca de 700 itens por dia, uma média de seis mil produtos por mês. Nesses 30 anos de investimentos em design é um dos meios possíveis de revelar desejos, sentimentos, emoções que muitas vezes nem conseguimos expressar”, afirma.

Presente em mais de 60 endereços, a marca possui 25 pontos de franquia pelo Brasil e três no exterior – Cidade do México, Miami e Santa Cruz de La Sierra – além de 18 galerias espalhadas pelo País e 22 sediadas em: Angola, Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Congo, Costa Rica, Emirados Árabes, Equador, Grécia, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico. Venezuela e México. “Cerca de 20% da produção ocorre no exterior, seguindo nosso designer, e recebem acabamento na fábrica em Caxias.”

Segundo ele, a proposta da Saccaro é oferecer móveis soltos para todas as partes da casa, para ocupar áreas internas externas. “Criar produtos diferenciados e inovadores é nosso desafio constante. Somos eternamente insatisfeitos. Isso nos faz crescer. Trabalhamos pela insatisfação de ver as coisas evoluírem, tomarem corpo, ver os projetos sendo realizados.”

O empresário afirma que para conquistar o sucesso é preciso trabalhar muito, ter disciplina, determinação e foco. “Só assim é possível atingir bons resultados”, diz.

Transformação – “Passamos a investir em tecnologia e inovação. Contratamos profissionais de marketing, publicidade e design”. João Saccaro – Diretor Comercial da Saccaro

Matéria publicada pela jornalista: Edilaine Felix do, O Estado de São Paulo em 26 de junho de 2016