English Version

3 VERSÕES DO COBOGÓ.

27/07/2016

Em interpretações que variam do rústico ao geométrico, a peça-ícone da arquitetura brasileira enriquece a decoração.

Muito além de manter a privacidade e assegurar boa luminosidade e ventilação natural aos ambientes, o elemento vazado vem assumindo o posto de peça curinga na hora de personalizar os espaços da casa. Os efeitos variam, como comprovam os lançamentos desta página. 1. De concreto, o Cobogó Raízes é assinado pela artista plástica e designer Ana Paula Castro. Há quatro opções (40 x 40 x 10 cm), que permitem paginar diferentes traçados orgânicos. Da linha Ideias Concreta, é vendido na Oficina de Ideias Ana Paula Castro por R$ 90 a unidade. 2 vem do universo fashion inspiração para o modelocimentício Zig Zag (30 x Figerhuth e produzido pela Resimix, sai a partir de R$ 123. Disponível nas cores Bali. (foto), Branco, Gold preto e rosalidi. 3 Artesana, o Cobogó Mercúrio(17 x 17 x 7 cm) é composto de quatro tipos de argila, cuja mistura resulta nas oito tonalidades apresentadas (esta é a natural). Fruto da parceria entre a Art. Base Arquitetura e Design e a Cerâmica Martins, vale R$ 11 cada um.

O nome Cobogó nasceu das iniciais dos sobrenomes de seus inventores: os engenheiros Amadeu Oliveira Coimbra, Ernesto August Boeckman e Antônio de Góis. É inspirada nos Muxurabis que marcam a Arquitetura Moura.

Matéria publicada na revista Arquitetura & Construção em julho de 2016.