English Version

10 SALAS DE ESTAR PEQUENAS COM DECORAÇÃO NEUTRA

25/09/2017

Mesmo com medidas enxutas é possível conquistar um ambiente confortável e elegante. Confira os projetos a seguir e inspire-se

1° FOTO. Espaçosa, a sala de TV foi planejada com poucas peças, neutralidade e muita madeira. Os protagonistas são o rack com painel e o sofá de suede (Bulgari, 2,10 x 1,10 x 0,75 m*. Etna). Projeto do arquiteto André Bove, escritório Raduan Arquitetura.

2° FOTO. A arquiteta Cristiane Dilly planejou uma base neutra para a decoração e usou detalhes de cores fortes para personalizar cada cantinho.

3° FOTO. Desenhada por Isabel, a peça que percorre toda extensão da sala é de MDF, com tampo e encosto texturizados e base laqueada. Multiúso, atua como rack e banco e ainda ajuda na organização, oferecendo gavetões, nichos e adega. Projeto da arquiteta Isabel Amorim

4° FOTO. A moradora insistiu em ter iluminação embutida no estar, apesar de o orçamento não prever forro de gesso. Então a decoradora Cláudia Bitelo projetou uma longa prateleira que recebeu quatro pontos de lâmpadas dicroicas.

5° FOTO. Na sala de estar, imperam tonalidades próximas ao bege do piso original, mantido em todo o apê. A neutralidade é quebrada por itens azuis, como os pufes. Eles também funcionam como baús e contam com rodízios, permitindo que, após o uso, sejam encaixados sob o rack. Projeto do escritório Only Design.

6° FOTO. Cortinas de voal translúcidas convidam a luz natural a entrar e deixam ver a varanda, o que faz o ambiente parecer maior. Projeto o arquiteto Luiz Fernando Grabowsky

7° FOTO. Os nichos, escolhidos também em função do custo, esses elementos abertos contribuem para o visual leve. Uma composição usando peças de tamanhos diferentes tem efeito decorativo e serve de alternativa aos quadros. Projeto do arquiteto Raul Lins.

8° FOTO. Uma das estratégias das arquitetas foi investir em pontos focais, como a superfície da TV, que ganhou revestimento imitando tijolos aparentes (Anatólia Anticato Tradicional, 23 x 7 cm, da Palimanan) – além do evidente charme que agrega, ele compõe com o acabamento amadeirado de parte da marcenaria. Esses elementos formam a base neutra, juntamente com o sofá e os demais móveis e com a pintura cinza em algumas das paredes (cor Repose Gray, ref. SW 7015, da Sherwin-Williams). A escolha de almofadas e quadros também foi pautada pela paleta suave. Projeto das arquitetas Fabiana Silveira e Patrícia de Palma, do escritório SP Estudio.

9° FOTO. A parede destacou-se graças a um papel estampado: “O desenho é marcante, mas, como os tons são suaves, o revestimento não destoa”, avalia a arquiteta gaúcha Thais Lenzi Bressiani.

10° FOTO. Nada de excessos na compacta sala de TV: um belo sofá (modelo Genebra, da Klassic. Ateliê Petrópolis, R$ 3 780) e um rack com painel compõem um espaço confortável. Projeto da arquiteta Bárbara Dundes.

Matéria publicada por Minha Casa em 20 de setembro de 2017